Quer viver em Portugal? Venha Viver em Braga !

Quer viver em Portugal? Venha viver em Braga
Cinco motivos para escolher Viver em Braga e ser feliz
Por Giselle Costa - Jornalista e Colunista

 

O tema não poderia ser mais oportuno. A imigração tem se tornado a alternativa para muitas pessoas, brasileiros ou não, que buscam fora de seus países mais qualidade de vida para a família. E Portugal ganhou muitas estrelas nos últimos anos depois que foi considerado um dos melhores países para se viver na Europa.

 

Então, como viver em Portugal e manter um padrão de vida razoável? Não é fácil, por isso, estamos aqui para ajudá-lo em sua escolha. O que acha de viver em braga?

 

Por que viver em Braga? Um dos mais importantes motivos, sem dúvida, está na segurança. Portugal - Braga, Porto e Lisboa - teve três cidades consideradas pelo jornal espanhol El Mundo como as melhores para se viver na aposentadoria (reforma). Portugal foi eleito, em 2018, o quarto país mais seguro do mundo.

 

Braga destaca-se nesta lista por ser, entre Lisboa e Porto, a que mais conjuga segurança e qualidade de vida. Viver em Braga ‘ainda’ é mais econômico do que nas duas outras cidades.

 

 Segundo melhor destino Europeu 2019: Braga foi a única cidade portuguesa nomeada no European Best Destination,recebendo 59.092 votos. Desde 2009, a EBD tem trabalhado com os maiores postos de turismo da europa para reconhecer e divulgar os destinos europeus mais visitados.  

 

Com certeza, a história bracarense fez diferença, uma vez que a cidade reúne um dos mais belos patrimónios culturais de Portugal com mais de 500 paróquias e 15 santuários, achados romanos, entre outros monumentos que fazem de Braga um roteiro obrigatório para qualquer turista em Portugal.

 

3º Paz e sossego: Quem vem de cidade grande, urbanizada, sente muita diferença ao escolher viver em Braga. A cidade tem muitas belezas naturais, parques e áreas arborizadas em seu em torno. É um convite para um piquenique com amigos e família. O parque da Ponte (próximo ao centro) e o parque da rodovia (a caminho da Universidade do Minho) são bons exemplos.

 

Há muito mais coisas boas a conhecer e a quase um passo de casa. Vamos tratar em outros artigos desses assuntos que diferenciam Braga, principalmente os seus ditados populares, suas belas aldeias, sua gastronomia, o seu vasto patrimônio histórico, as suas praias fluviais e outros pontos que fazem de Braga um tranquilo lugar para se viver.

 

4º Hospitalidade:Para já, uma palhinha sobre a sua população. Quem escolhe aqui viver, precisa respeitar a cultura local. Os portugueses, principalmente os do norte, são mais fechados. Não são tão expansivos. Mas adoram um bom papo, sentar à mesa e conversar. No entanto, antes da amizade é preciso conquistar sua confiança.

 

Temos que aprender a lidar com as respostas atravessadas. Não se assuste. Se algo estiver ruim, é dito na hora. Sem rodeios. E não quer dizer que seja preconceito. É o jeito deles de ser.

 

Mas os brasileiros sofrem com preconceito, sim, tanto mulheres quanto homens. Essa visão está, aos poucos, a mudar, mas ainda é um entrave para muita coisa por aqui, principalmente para conseguir emprego.

  

5º Atente-se ao financeiro:Por último e muito importante: dinheiro para viver. Tanto destaque em nível mundial, fez com que o custo de vida aumentasse. Não está nada fácil manter um padrão de vida razoável em Braga. É preciso saber que Portugal tem o menor salário mínimo da União Europeia e um custo de vida alto para os salários pagos.  

Por isso, é fundamental programar-se e ter um planeamento financeiro para o primeiro ano, é um capítulo à parte.  Vamos nos aprofundar em outros artigos sobre este assunto.

 

Por enquanto, ficamos por aqui. Há muito para falar. Daria páginas e páginas de artigos. Mas preferimos cuidar de cada detalhe separadamente para poder ajudá-lo da melhor forma. Mudar não é fácil. Sabemos disso, porque também passamos por essa decisão. Por isso, conte connosco.

Tem algum assunto que queira saber? Mande email para [email protected]

SOBRE GISELLE COSTA
Jornalista e Colunista

Giselle Costa é uma jornalista carioca, apaixonada pela literatura e pelos textos de Cora Coralina. Ama viajar e descobrir novas formas de vida. Aprecia a boa gastronomia, bons vinhos e azeites. Escolheu Braga, em Portugal, para viver uma vida simples e em paz. É doutoranda em Ciências da Comunicação na Universidade do Minho. Tem paixão pela escrita, pela sala de aula e pelos animais, mas também adora cantar e dançar. 

 

 

BRAGA - Portugal